quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Lista de prendas de Natal / Desejos de boas festas

Sines, 24 de dezembro de 2014




Como já devem ter percebido este ano não escrevi um texto com a tradicional lista de prendas...sei que complicou muito a vida aos meus familiares, amigos e fãs, uma vez que não faziam a mínima ideia do que me oferecer, mas pronto...acreditem que a mim ainda complica mais, principalmente porque a minha querida mãe andou a espalhar o mito que eu precisava de meias e cuecas por as minhas estarem quase todas rotas, logo:

a) Vou receber muitas meias e cuecas é certo...que é sempre a prenda que mais gostamos de receber;
b) Mãe...estão rotas para efeitos de arejamento...

Aqueles que melhor me conhecem podem perceber facilmente porque não existe lista de prendas (que já devia ir na versão 8.0 ou algo parecido), sabem bem que este ano queria apenas que algumas situações se resolvessem rapidamente e tornassem bem mais fácil a minha vida...e sinceramente acredito que em 2015 com a ajuda daqueles mais importantes isso vai acontecer :)

Sabem também que prefiro que juntem o dinheiro de uma possível prenda para irem jantar e beber uns copos, para podermos trocar estórias, sorrisos, gargalhadas, shots, imperiais e afins (sim, eu sei que para os que jantaram comigo no sábado ficava mais barato oferecerem-me uns pares de meias e que o 19 não fica entre o 12 e o 15, mas eu passei a análise matemática lá para a 4ª ou 5ª tentativa, portanto não exijam muito de mim...ah e não há valor para a minha/vossa companhia).

Portanto o meu muito obrigado a todos os que partilharam jantares de natal comigo nas últimas semanas e me ajudaram a esquecer situações e momentos menos felizes, se podia viver sem muitos de vós? claro que não...

Não me queria alargar muito mais em palavras, visto que já devem estar fartos de estados de facebook e sms de boas, mas queria também agradecer todas as mensagens e estados, aproveitando claro para desejar-vos um excelente natal na presença daqueles que mais amam ;)

O meu natal vai ser ligeiramente diferente, uma  vez que vou passar o jantar de natal a trabalhar, é uma situação completamente nova para mim, mas o país não pode parar e sei que vou estar na presença de bons colegas e amigos :)

Ah e já que o texto fala em lista de prendas queria deixar só aqui. não uma lista, mas uns pequenos desejos:

1) Importar um porcento das raparigas jeitosas de Lisboa para Sines, já servia para melhorar bem o rácio;
2) Que me mandem umas sms com o vosso número e identificadas, pois perdi o número de todos e sou demasiado parvo para perguntar quem é quando me ligam e tento perceber durante a chamada quem é (ás vezes acaba-se a conversa e não percebo);
3) A lotaria de natal, visto termos jogado em equipa, era um desejo que ia ajudar muitas pessoas;
4) Que parem de avariar equipamentos como o meu pc, telemóvel, pneus do carro etc;
5) Que o kizomba deixe de estar tanto na moda ou então que eu me renda e aprenda a dançar;
6) Que o Paulo Portas, Cavaco, Mário Soares etc vão fazer companhia ao Sócrates para começarem um campeonato de sueca;
7) Que o Sporting jogue na final da taça de Portugal com o Benfica, isso ou oferecem-me um unicórnio azul;


Vá já chega de parvidades...Um Feliz Natal, não comam muito e não se estraguem muito com prendas ;)

Beijos e abraços do vosso futuro primeiro ministro


quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Promessas de ano novo


Depois de uma longa ausência por motivos de força maior…ou seja férias prolongadas, aqui estamos de volta para falar nesta temática sempre tão bonito e verdadeira que são as promessas para o ano seguinte.

O mês de dezembro para lá dos desejos de boas festas, pedidos de prendas, escândalos políticos e da banca, é sempre muito forte em promessas para o ano seguinte…Coisas como a partir de Janeiro vou começar a perder peso e vou para o ginásio; Para o ano vou arranjar um namorado em condições e deixar-me destes tipos que só me querem usar; Para o ano vou deixar de beber ou fumar; No próximo ano vou aplicar-me mais no trabalho/escola ou vou tirar umas férias para fazer a viagem dos meus sonhos; Vou deixar de usar tanto o facebook etc etc

Mas sabem que mais? Não não vão para o ginásio e vão começar a perder peso, porquê? Porque para isso é preciso força de vontade, sacrifício, entre muitas outras coisas e vocês já prometeram isto nos últimos 3 anos e nada, portanto o problema está mesmo na vossa vontade e dedicação em passar as palavras aos actos e não em todas as outras mil desculpas que inventam para não ter feito durante o ano que finda…

Também não vão encontrar o rapaz que vos trate bem e que seja o homem dos sonhos…porquê? Porque de certeza que já o tiveram e acabaram por o jogar fora, usando até argumentos como “ele era bom de mais”, para voltarem aos vossos “badboys” e voltarem as queixas que nunca encontram ninguém de jeito e que são azaradas, porque isso é só show off, vocês gostam mesmo dessa vida que levam…até ao dia que aparecerem grávidas de um pateta qualquer desses e basicamente estancarem a vossa vida por isso, mas sem problemas raparigas, porque até lá divertiram-se para caraças ;)

Quanto ao deixar de beber alcaria…acreditem em mim, nem vale a pena tentar…eu e meio mundo que me rodeia já prometemos isso, alias prometemos todos os sábados e domingos ao acordar e nem assim vamos lá, quanto mais prometer uma vez por ano! Chega a um dia que temos nos resignar que não o conseguimos fazer, tipo aquele dia por volta do Natal em que os Sportinguistas percebem que mais uma vez não vão ser campeões…

Relativamente as temáticas do trabalho, não dá para passar a falta de vontade de uns para o excesso de zelo de outros…quem é viciado em trabalho vai continuar a ser e os que são calões por natureza vão manter-se fiéis aos seus princípios de trabalhar pouco.

E o facebook? Bem aposto que já o verificaram dezenas de vezes hoje para ver se tinham mais um gosto ou comentário, para jogar um jogo ou só porque não tinham mais nada para fazer…portanto o vosso nível de vício é elevadíssimo para sequer estar em causa o seu menor uso…

Bem claro que isto é um bocado exagerado e que as pessoas podem mudar, mas não por fazerem umas promessas parvas em dezembro só porque sim que vão mudar, se realmente o quiserem fazer fazem-no numa altura qualquer, porque se formos a ver bem o ano muda todos os dias e é sempre uma boa altura para acreditarmos que conseguimos, juntar-lhe força de vontade e tentar mudar o que está mal :)! Portanto não esperem por 2015 comecem hoje a mudar e a lutar pelo que realmente querem e é melhor para vós, mesmo que todos vos digam que não e que estão errados, tu és aquilo que queres e não o que os outros querem…

Feliz 2015, que o melhor de 2014 seja o pior de 2015 e claro não se esqueçam de me fazer o favor de serem felizes. Até sempre, vemo-nos por aí…

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Escrever...

Sei que não sou nem nunca serei um bom escritor, arriscaria mesmo dizer que nem medíocre serei apenas mais um escritor fraco perdido na imensidão de escritores fracos que por aí há…Então porque o continuo a fazer? Provavelmente só porque sim deveria chegar para justificar esta minha insistência, mas essa é apenas uma das razões. Escrevo para me manter ocupado, para testar a minha cabeça e as minhas capacidades, para evoluir, para me divertir, para fazer rir, pensar, sentir e provocar algum tipo de reacção nos milhares de leitores diários desta página ( tenho conseguido cumprir isto à risca…sentimentos como ódio e acharem que eu sou um parvalhão tem feito as pessoas reagir).

A maioria deve achar que o melhor era desistir e até devem ter razão, mas não o vou fazer, porque é uma palavra que não serve para mim, porque apesar de ser um “escritor” muito dependente de momentos, sentimentos, erros, desilusões, vitórias e derrotas, sei que por vezes consigo algo de bom, nem que seja  um simples texto que vai ser lido apenas pelos amigos e todos os que gostam de mim…e isso para mim é suficiente!

Resumindo…com isto nunca procurei os meus 15minutos de fama nem os vou procurar, apenas procuro fazer algo que gosto e que me faz feliz. Portanto por aqui vou continuar, mesmo que esteja a atravessar fases, como esta, onde a imaginação/inspiração está abaixo do mínimo aceitável…
Obrigado a todos os que acompanham estas minhas tretas, enquanto vocês por aqui continuarem isto ainda vai fazer algum sentido J


Para finalizar queria deixar uma mensagem para todos vós…não deixem que nada nem ninguém vos impeça de viver e lutar pelos vossos sonhos, o sonho comanda a vida e com base em sonhos algo de extraordinário se pode construir! E claro façam-me um favor sejam felizes J



Beijos e abraços do vosso futuro PM

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Entrevista e apresentação do nosso lider pela equipa Só se for D

“Não teve o luxo da apresentação do Carlos Eduardo no Nice, mas também Sines não é na costa francesa, a equipa Só se for D não é o Nice e o André “Kutrecho” não é um craque...”

Assim começava a notícia dos jornais e rádios de Sines!


Jornalistas – André como se sente por jogar por tão grande equipa de Futsal? Que pode prometer aos adeptos e fãs?
André – Bem é um orgulho muito grande jogar pela equipa do meu coração! E em primeiro lugar queria agradecer ás pessoas que me proporcionaram esta oportunidade! Quanto a promessas, não vou prometer  títulos e exibições de luxo, apenas prometo trabalho, esforço e muita dedicação para obter a glória pretendida!

Jornalistas – É verdade que a sua condição física é débil e isso provoca muita apreensão entre os seus familiares e amigos?
André – É verdade que não estou a 100% e que já não sou aquele jogador carregado de potencial, mas depois de conversas com os meus fisioterapeutas, médicos e manager decidimos que valia a pena e era seguro arriscar tudo nesta época, deixando uma possível operação ao joelho para mais tarde!

Jornalistas – Este contrato implica a rescisão de contrato com os SLBadjorans? E o futebol 11 está fora de questão?
André – Não, claro que não…vou manter-me activo no futebol 7 e a jogar pela equipa que me proporcionou mais títulos que o Sporting nos últimos anos! Quanto ao futebol 11 apesar das várias insistências do JJ em contar comigo tive que recusar e faze-lo optar pelo Júlio Cesar!

Jornalistas – Porquê o nome Kutrecho e o número 13?
André – Quanto ao número é um que sempre gostei e é aquele que quando comecei a jogar ninguém queria…logo para ser diferente foi a minha primeira escolha. No que respeita ao nome é uma questão de orgulho, é o trazer sempre comigo a minha família, uma vez que se trata de uma alcunha de família…e já que falamos nisso queria dedicar toda esta época ao rei dos Kutrechos, o meu avô António Gonçalves!!!

Jornalistas – Agora num ambiente mais descontraído, quer explicar a história de ser o Freddy Montero das raparigas?
André – (Risos)…bom é algo que facilmente irão lá chegar, portanto vou deixar a vossa curiosidade bem acesa até conseguiram desvendar o mistério por vós ;)

Isto e muito mais para ler na edição online dos jornais e rádios de Sines...ou então não e eu sou apenas uma pessoa parva!


#Desporto #Paixão #Kutrechos #Orgulho #Eu #Parvo #FredyMonteroDasRaparigas

domingo, 21 de setembro de 2014

E eu o que tive?

Tu tiveste tudo…tiveste as tuas oportunidades, sim falo no plural porque te dei várias, tiveste todo o meu carinho, amizade e amor. Tiveste toda a minha simpatia, vontade de te fazer feliz, todo o meu esforço e dedicação, o meu tempo e disponibilidade, a minha alegria, os meus sonhos e confidências, os meus beijos e abraços. Aturei todas as tuas crises e inseguranças, birras e ciúmes, medos e parvoíces, mas nada disto foi suficiente! Sei que não fui perfeito e espero nunca o vir a ser, porque gostar é também aceitar as imperfeições para dar ainda mais valor as perfeições, mas de algo tenho a certeza dei o que tinha e o que não tinha para tu teres tudo!!!


Resumindo tu tiveste uma chance, uma oportunidade...E eu o que tive? Pois não sei, mas um dia vou descobrir. Porque para já parece-me que tive apenas umas noites sem dormir e uma grande dose de ilusão.

Agora a única coisa que quero é ultrapassar e esquecer, não esquecer o que vivi, porque isso é apenas mais uma aprendizagem que fica guardada para sempre, apenas esquecer o que senti e quanto a isto garanto uma coisa, apesar de dizeres que já esqueceste faças o que fizeres eu vou esquecer primeiro :)

Pior que perder, seria não ter lutado, seria não ter aprendido, seria não ter vivido…





segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Uma noite no litoral alentejano - Parte IV

Não vale perguntar pela parte I ok? Está em análise a publicação desse texto…se calhar quando fizer um ano dessa noite e os intervenientes já não se lembrarem eu partilho o texto!

Para começar queria alertar que este texto é mais que uma noite, uma vez que noites que começam as 16.30h tem que ser algo mais que noite…

16.30H – Ponto de encontro no Ponto de encontro…parece confusão mas foi mesmo assim. Começando desta forma as primeiras rodadas de cerveja, umas 4 só para abrir o apetite…

17.30H – Estava na hora de ir iniciar a mariscada, como sabem eu nem gosto muito de marisco, mas porradões de marisco por 8€, cerveja à mistura e amigos é algo que seria impossível de recusar para alguém como eu!

19.00H – Depois de mais um porradão de cervejas, de vários tipos e marcas, ou seja foi um rodízio de cerveja, lá apareceu o primeiro marisco, umas navalheiras. Aquilo até não é mau, mas dá muita trabalheira a comer, portanto venham mas é de lá esses bifes de novilho e cenas assim que é mais simples!

21.00H – Pelo menos a meia grade já tinha sido passada por uma boa margem, portanto pareceu-me uma boa hora para ir demonstrar os meus dotes de goleiro numa futebolada…na altura pareceu-me que tinha tudo para dar certo, mas agora que vejo bem jogar já meio com os copos, de paez (que me valeram a alcunha de peter pan, só mais um entre muitos nomes que por aqui me vão chamando, mas desde que não me chamem pai vai indo tudo bem) e sem qualquer peça de roupa adequada para tal não é lá grande ideia…

22.00H – O jogo acaba e mesmo a ver mal a bola consegui segurar a vitória para a minha equipa e garantir um convite para os próximos jogos! Também consegui garantir umas quantas feridas na perna…mas isso são peanuts!

A partir daqui até podia fazer alusões ás horas, mas seria completamente aleatório e com uma grande margem de erro, portanto vou deixar de o fazer….

- Ida a casa para curar das feridas na perna, mas não fiz nada disso…ao invés liguei a uns amigos para combinar um café, peguei num casaco e fui acabar o trabalho começado.


- Café bebido e um gelado comido, e como o serviço de mesa nos cafés em Sines é tipo uma utopia tivemos que ser nós a abrir a arca e a procurar o gelado…claro que acabamos a comer um dos primeiros que apareceu para não ter muito trabalho!

- Aparecem mais uns para beber uns canecos e visto os anteriores terem que abandonar a situação, decidi seguir com uns novos para uma espécie de rally tascas…

- Ultimo spot da noite, não sei a que horas cheguei nem que saí, mas sei que me diverti muito…cantei, dancei, refilei, bebi, provoquei, fui provocado, fui parvo, fui alvo de parvoíces, tirei fotos (ao que parece também há para aí uns vídeos…), fiz duas ou 3 tentativas de ir embora e acabei por ficar…mas isto é tudo muito turvo para mim, lembro-me de situações como as seguintes:

* Tentei acabar com o movimento 50 gostos para me ver cantar o “Este sabor a ti” do Tony Carreira, safei-me!!!;
* Tive uma “guerra” de quem é que tem mais gostos na foto de perfil…massacrei!!!;
* Pela primeira vez na vida um DJ passou uma música por mim pedida…eu sabia que este novo penteado mais amaricado ainda ia dar frutos…;
* Disseram que eu tinha jeito para dançar…pelos vistos não era o mais alucinado no sitio;
* Implorei para não me trazerem mais cerveja…5min depois estava a voltar da rua e perguntei pela minha cerveja;
* Fiz um bocado de barulho de mais na minha rua e acabei a noite como muitas outras…


quarta-feira, 3 de setembro de 2014

We always be together/ You'll never walk alone

Confesso que já comecei a escrever este texto há muito muito tempo atrás, mas por duvidar da minha capacidade de construir algo minimamente capaz de mostrar a minha gratidão e amor pela minha mana nunca tive se quer coragem para passar o meio deste texto…mas hoje decidi arriscar (até porque andava a ser “pressionado” por alguém para o fazer). Nunca fui de promessas, mas prometo que neste texto vou tentar superar o meu melhor (para isto também não preciso de muito, quando se tem um melhor tão fraco) e fazer algo de jeito…

Começando por uma primeira pergunta, será possível o amor de irmãos acabar ou não existir? Se dependesse de mim diria claramente que não, todos os irmãos deveriam amar-se eternamente! Aliás não consigo perceber como é que há irmãos que se dão mal, que pregam tantas rasteiras uns aos outros  e que vivem em clima de guerra seja pela atenção dos pais, para provarem que são o melhor filho ou até mesmo por uma herança…enfim! Irmão é aquele que partilha o nosso sangue, que passa a vida ao nosso lado, que faz tudo por nós! Então como é que é possível haver tantos maus irmãos? Será o ser humano assim tão ruim?? :/

Mas estou aqui com esta conversa e a questão que se podem colocar é, então mas este parvo nunca teve momentos em que se deu mal com a irmã? Claro que sim, então quando era um puto irritante foram mais que muitos…As discussões parvas até continuam a existir, porque feitios, opiniões e vontades diferentes levam a discussões. E muitas dessas discussões até são provocadas por gostarmos tanto um do outro e sentirmos necessidade de dar na cabeça um do outro…mas o fantástico é que é impossível ficarmos muito tempo chateados, mesmo quando um erra e o outro vê-se obrigado a pedir desculpa pela discussão mesmo tendo razão, mas isso faz parte de ser irmão e do amor de irmãos!

Mas o que realmente significa a minha irmã para mim? É que nem sequer vou tentar descrever aquilo que realmente significa, porque acho que nem a palavra tudo era suficiente…bemmm, pensado melhor vou arriscar tentar lançar umas palavras soltas: Ídolo, especial, felicidade, alegria, amizade, amor, parvidades, prendas =P, momentos, gratidão, partilha, aprendizagem, risos, sangue, suor, lágrimas, esforço, dedicação , devoção…

E pegando na palavra gratidão resta-me dizer algumas coisa…Cheguei onde cheguei por ela, viajei o que viajei por ela, sou feliz em muitos momentos por ela! Adoro-te por tudo e por nada, mas também me irritas por teres colocado a fasquia tão alta e num local que dificilmente alguma vez chegarei...Obrigado por tudo, sei que nem que te entregasse os 30mil € que recebo por mês, todos os meses, o resto da minha vida, ia conseguir pagar aquilo que já me deste e proporcionaste, mas sei acima de tudo que também nunca ias aceitar tal forma de pagamento (ainda bem!!!), porque nunca me pediste nada em troca e o pouco que tenho dado em troca sei que é suficiente para ti :).

Sei que não escrevi nada de especial, é que isto de tentar ser sério é complicado para quem passa a vida ser parvo e a tentar fazer dos outros parvos, mas tentei e vou continuar a tentar mostrar cada dia que passa o quanto gosto de ti…sabes bem que te amo incondicionalmente, mesmo naqueles momentos em que chocamos e eu te tiro do sério devido ao meu feitio.

Para terminar e porque ainda largo para aqui umas lágrimas (e depois os meus colegas de trabalho chamam-me maricas) queria dizer que por mais quilómetros que nos separem, estaremos sempre juntos :). Beijos minha feia preferida. Love You…

Do teu mano preferido...

Ps – Quero um afilhado e rápido! 

domingo, 31 de agosto de 2014

Um ano depois...

Sines, 31 de Agosto de 2014
Pois é meus amigos, conhecidos, interessados e fãs frustrados hoje faz um anito que a minha vida mudou e tive que vir viver para a aldeia de Sines, e como diria muita gente parece que ainda foi ontem…


A verdade é que este ano passou rápido, primeiro porque foi um ano de incertezas, depois porque apesar da vida no Alentejo ser parada a malta fez tudo para a agitar e apressar…tirando já uma primeira conclusão e tendo em conta que a vida não é fácil por aqui, tenho a dizer isto “olha a este sobrevivemos ao próximo vamos ver”!


Mesmo tendo em conta que a minha mudança foi menos agressiva que a de milhares de jovens que todos os anos tem que abandonar o nosso país, não foi fácil “abandonar” o local a que chamo casa, deixar rotinas, família e amigos para “trás”, a comida da mãe (vá ao menos deu para emagrecer) e ter que começar a desenrascar-me sozinho (descobri que tenho talento nato para descascar batatas ou que conjugar pares de meias depois de os lavar é uma tarefa bem árdua…).


Sines até pode ser um local simpático e com um clima bem porreiro, mas não é de certeza o local com as pessoas mais acolhedoras e amávntes cada vez que íamos a qualquer sítio e éramos olhados de lado, vistos como estrangeiros e pouco aceites. Talvez se não fosse a minha personalidade sociável, divertida, bem disposta e teria sido muito complicado integrar nesta sociedade, claro que isto há que juntar alguns talentos naturais sempre bem apreciados pelas pessoas, sentido de humor e provocação, qualidades futebolísticas assinaláveis e claro um alto nível para a alcaria (sendo até visto como o Usain Bolt da imperial).




Não sei se daqui a um estarei neste mesmo sítio a escrever um texto com o balanço do segundo ano, mas como nunca fui de perder muito tempo a pensar no futuro, queria apenas referir que aconteça o que acontecer sei que fiz amizades que vão ficar para a vida (esfriaram algumas passadas, mas se assim foi é porque não valiam a pena), conheci muita pessoa que valeu a pena conhecer e que hoje são muito importantes para mim, conheci outras que preferia não o ter feito, vi momentos únicos e inesquecíveis, sorri, ri, chorei, amei, odiei, cantei e dancei (outros talentos muito fortes da minha pessoa…not), fui feliz, fui infeliz, corri, andei, estive parado, andei sob a luz e caminhei na escuridão, diverti-me para caraças e acima de tudo vivi, lutei, cresci e aprendi…resumindo estou mais forte hoje que no dia que cheguei, mas continuo a falhar e a cometer erros do passado, portanto e como a evolução é eterna o único desejo que tenho patente para o futuro é  continuar a crescer e tornar-me mais forte :).

Deixando os momentos maus de lado, não porque os queira esquecer, mas porque cabe-me a mim viver com eles e encontrar nas minhas fraquezas e nessas situações lições para enfrentar o futuro, vou apenas resumir em algumas dezenas de palavras que marcaram os bons momentos deste ano: Amigos, Jantaradas, Noitadas, Futeboladas, Praia, Petroboys, Joanas, Copos, Alegria, Parvidades, Provocações, Aprendizagem, Esforço, Dedicação, Diversão, Ilusão, Memórias…


Agora para acabar nada melhor que uma frase batida, que reflecte bem a vida que levei neste ano, isto porque apesar dos altos e baixos, do bom e do mau...“O que vale é que um gajo ganha pouco mas diverte-se para caraças!”

Beijos, abraços e saudações sineenses do vosso futuro PM

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Banhos públicos

E pronto, como já seria de esperar tinha que vir parar a este assunto. Não para comentar o banho em si, até porque já fiz a minha parte e foi uma situação bem engraçada, mas para comentar aqueles haters que nunca estão bem com nada e tudo lhes serve para se indignarem….sim, porque se há outra coisa que os tugas são muito bom é a indignarem-se mesmo que seja só porque sim, porque não tem mais nada para fazer ou claro porque não conseguem suportar que os outros sejam felizes que eles mesmo que seja com parvoíces !

Começando por uma breve abordagem ao meu banho público, fui desafiado em tom de brincadeira (sim porque o essencial disto é uma pessoa divertir-se e ser feliz, isto porque o meu não foi virado para a parte da ajuda, mas se me quiserem desafiar para esse estarei sempre prontíssimo para o fazer :)) por dois amigos, que ao contrário das outras pessoas que desafiam 3 amigos decidiram desafiar uns 30 (a matemática nunca foi o forte deles) e digo uma coisa, a onda de animação que se gerou na nossa terrinha de férias e o divertimento que vivemos foi algo de genial, portanto o meu muito obrigado a eles…ah quanto aos haters, será que o vosso problema é nenhum “amigo” vosso vos nomear? Deixem lá pode ser que um dia sejam nomeados para algo, nem que seja uma nomeação para se deixarem de merdas e aprenderem a saber viver a felicidade dos outros! Sim porque na vossa opinião pode ser bimbo e pindérico fazer um banho público, mas se vocês se importam de ser “bimbos” e “pindéricos” pelos vossos amigos então deviam rever o conceito de amizade ;)!


Quanto aqueles que dizem que tomar banho de mangueira ou com uns baldes na rua não é uma cena pública, epah eu sinceramente pensei em tomar na banheira de casa e chamar um porradão de pessoas para irem ver, mas depois pensei que talvez fosse chato e além de não caberem todas no meu wc ainda podiam querer passar a ir ver tal show todos os dias…mas sim tinha mais público portanto devia ser mais banho público que a cena que fiz ou não, não sei, decidam vocês já que percebem tanto do assunto…e quando decidirem publiquem em acta na assembleia da república, até lá a história é minha e eu que sei, portanto é público e mais nada (ps – o facto de ser partilhado nas redes sociais também deve ajudar a ser público não? Pensem lá nisso e ajudem-me).

Depois ainda há aqueles que falam que é só estragar água...se calhar são os mesmos que passam horas no banho ou nem se preocupam em deixar as luzes todas acessas de casa...enfim

Bem acho que podia ficar mais umas quantas horas a falar mal de vocês, mas como isso não me vai ajudar a ser feliz ou contrário de vós que neste momento me odeiam e são felizes assim…portanto queria só dizer, cresçam e deixem-se de merdas, aprendam a lidar com a felicidade dos outros por mais parva que ela possa parecer (bom se vocês são realmente felizes a odiar e a criticar eu retiro tudo o que disse e peço desculpa, porque tenho que aprender a respeitar o vosso modo de vida)…e sejam felizes com as coisas simples da vida :)

Beijos e abraços do vosso futuro PM

PS – Quanto a cena de ser bimbo queria só rematar…se sou bimbo por isto e por outros coisas parvas que faço então tenho a dizer “Com muito gosto” ;)

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

InterRail / InterMuitas coisas - Parte III

Mais de um ano depois decidi continuar esta ronda de textos sobre o interrail…razões para tal? Epah tive muito ocupado e só agora consegui escrever…

O último texto acabava assim “Mais um dia terminado, mais uma cidade vista e mais uma viagem de comboio nocturno até Zagreb...” Portanto este texto resume uns diazitos pela Croácia. E antes de chegar à Croácia ainda fomos meninos para pisar solo esloveno, só para colocar mais uma bandeirinha no tripadvisor (ou não)...engraçado também foi certa pessoa ser questionada pela polícia se era mesmo ele o gajo da foto no passaporte!!!

Primeiro passamos um diazito em Zagreb, uma cidade engraçada mas nada do outro mundo, que ainda parece um pouco afectada pela guerra, mas com alguns factores interessantes…o preço, o facto de tudo o que seja atracção turística estar situada em espaços abertos que permitem belas fotografias, tempo agradável, comida e bebida bem aceitável e claro…gajas.



Depois de um dia por Zagreb seguimos de carro até a costa da Croácia, fazendo uma primeira paragem em Zadar para comer umas super fatias de pizza preços estupidamente baratos e um mega gelado (talvez o melhor que já comi na vida) e claro uma bela caneca de cerveja. 



Seguimos até à ilha de Hvar e digo-vos uma coisa, que belo spot para passar uns dias de férias com os amigos…muita agitação, noite que promete, diria que uma espécie de Ibiza em ponto pequeno e claro muito mais barato. Quando chegamos a esta ilha não tínhamos onde dormir, mas foi fácil e relativamente barato encontrar um bom lugar para ficar. (Aquela parte da viagem de barco em que iam uns gajos espanhóis a pintar as unhas dos pés é que foi um bocado estranha...e já agora "amigos" espanhóis lá porque vocês não percebem nada do que nós dizemos, o contrário não é verdade ok???). 

Para a despedida um belo pequeno almoço à beira antes de seguir até Dubrovnik…e que bela cidade para se visitar!Uma cidade simpática, que parece carregar em si anos e anos de história, cheia de ruas que permitem fotos magníficas, banhada por um mar apetecível, diria que a Sines da Croácia…Pena mesmo não ter dado para passar mais tempo nesta bela cidade e ter que seguir para o Montenegro…


Quanto ao Montenegro fica para a próxima, talvez daqui a um ano eu fale do Montenegro!!!

E agora vamos às pontuações!

Gajedo – 9.8, forte muito forte…quase tão forte como em Sines (mas ao contrário)! E digo já que para os gajos morenos é um mimo...é de se apostar forte!

Preços - 9, para quem há poucos dias tinha pago mais de 40€ por um pequeno almoço para 3 em Zurique, pagar cerca de 20€ para um almoço para os mesmos 3 foi um luxo.

Cerveja - 7, melhorou relativamente aos dois países anteriores, mas a cerveja portuguesa continua a ser bem melhor.

Simpatia - 7.5 , ao contrário do que seria de esperar a simpatia das pessoas batia os dois países anteriores…

Comida - 7.5 , comida interessante e mais próximo da qualidade da nossa comida!

Beleza – 8.5, apesar de Zagreb não ser nada do outro mundo, o resto que vimos da Croácia bate facilmente Zurique e até mesmo Salzburg! Realçar ainda a qualidade das praias, com uma água brutal, pena mesmo é aquela pedra em vez de areia…

Para recordar os outros textos que fazem a parte I e II aqui vai:


http://tretasdeumparvo.blogspot.pt/2013/07/interrail-intermuitas-coisas-parte-2.html



domingo, 17 de agosto de 2014

Pomares : Porque há locais na terra que nos parecem de outro mundo

Pomares, 17 de Agosto de 2014
Local: Casa, Piscina, café etc


E mais uma se aproxima a hora de partir e a vontade é nula, nunca te consigo abandonar sem ficar triste e aborrecido! Nunca é fácil abandonar o sítio a que chamamos casa e que ano após ano nos permite sempre grandes momentos de felicidade. Mas tem que ser e como não gosto de despedidas vou dizer até já e falar mas é dos grandes momentos desta semana…Foi pouco, mas foi das melhores semanas do ano J
Este ano não deu para levar comigo a família Gil Vicente, senti a vossa volta bros, mas acreditem que me diverti por vocês (e também bebi por vós)!

Vai ser difícil exprimir por palavras o que esta semana e o que Pomares significam para mim, mas vou dar o meu melhor…

Pomares é beleza, amizade, risos, palhaçadas, é tirar fotos memoráveis, é quase que não dormir para aproveitar mais umas horas com os amigos, é fazer novas amizades em pouco tempo, é rever aqueles amigos que a vida não permite ver o resto do ano, é estar com a família, é responder sempre ás mesmas perguntas das tias ( então não tens companheira? Então não trazes a tua namorada? Ao que respondo sempre o mesmo “Férias são férias até delas e depois não dava para as trazer todas)…É meio mundo recordar-me como já fui gordo e já agora é também engordar muito!

Pomares é “aturar” a nossa querida prima casamenteira sempre a tentar arranjar-nos casamento com as filhas das amigas que leva a Pomares (isto começo a acreditar que algum dia ainda acertas…lol), é rever paixões antigas e pensar como é que foi possível, sendo que também é rever algumas e pensar isto se calhar um dia ainda podia ser, é recordar história atrás de história, momento atrás de momento, noite atrás de noite, felicidade atrás de felicidade…


Pomares é também arruaçar tanto um simples jogo de Vrum (onde se inventam palavras como plim e fta, criando-se ainda frases memoráveis que não podem ser aqui reproduzidas), como um bailarico( Põem a mão na cabecinha e agora na cinturinha…), como num Karaoke ( que domínio de voz que temos) e claro numa festa da espuma…mas claro arruaçar com classe, alegria e amizade! E que dizer da festa da espuma? Bom quem esteve lá sabe o que foi e a diversão que vivemos…

Pomares é vestir uma t-shirt diferente e ser o centro das atenções (ao ponto do DJ parar a música para dizer que tem que comprar uma igual) e ter toda a gente a querer falar comigo por causa da t-shirt! É pagar mais uma rodada só porque sim, mesmo quando já está tudo cheio de bebida, é saltar, pular, brincar, provocar, dizer piadas e fazer rir o mundo todo, é ser acarinhado, eterno, adorado e até odiado por 2 ou 3, mas até isso nos faz feliz e serve para brincar e gozar…

É ser o André a 100%, é alinhar num desafio de banho público só para não perder e animar a malta, mesmo sabendo que estamos a fazer figuras. É beber doses industriais de Gin e shots de tequilla sem o sal e limão só para aumentar a dureza. É passar tardes na piscina só na conversa, é jogar matraquilhada atrás de matraquilhada, suecada atrás de suecada. É fazer grandes caminhadas, é dar a voltinha dos "tristes"...

Pomares é ir jogar uma futebolada e no dia seguinte estar carregado de dores no joelho, mas mesmo assim estar imensamente feliz…é faltar ao jogo e não alinhar pelas velhas glórias do Pomarense e a equipa queixar-se que perdeu pela nossa falta…Equipa lamento ter desiludido, para o Ano o William Carvalho de Sines vai dar outra qualidade ao meio campo e compensar esta falha!

É visitar lugares magníficos, grandes almoçaradas com os amigos, é ser identificado num porradão de fotos do nosso primaço que domina o facebook…é mergulhar nos rios e ribeiras geladas, é ir à piscina as 4h da manhã e ficar maravilhado com a água quente! É demorar 20min a fazer 200metros porque temos que falar a tudo e todos…

É saber lidar com a alegria da chegada e a tristeza da partida…mas no final Pomares para muitos é só mais uma de muitas aldeias, para nós acho que podemos resumir Pomares em frases como “Eu já fui feliz em Pomares”, “ Pomares onde a felicidade acontece”, “O que acontece em Pomares fica em Pomares”.´

 Sei que este texto não paga tudo o que já me deste, mas sabes que te amo, que sempre me fizeste feliz e que és a minha terra e a minha casa…

Obrigado a todos que contribuíram para mais esta grande semana, estão e estarão sempre no meu coração…Até Já!!!

André Nabiço, Kutrecho, futuro George Clooney de Sines!


Ps – Nem tudo foi perfeito, o meu grande amigo  e companheiro de grandes aventuras trocou-me por uma rapariga…Espero que sejas muito feliz meu puto!

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Uma noite no litoral alentejano – Parte III

Eu sei que continua a faltar a parte I, mas ainda não me apetece falar sobre isso…portanto vou agora falar na parte III, que não foi uma noite mas sim uma semana de desgraça…(claro que entretanto já houve um porradão de noites que valeria a pena falar, como as mágicas viagens a Vilamoura e casino de Tróia, OviBeja, a véspera do 25 de Abril, os bailes do Nariná etc etc, mas também não vos quero aborrecer muito)!

E perguntam-se vocês que noites foram estes , não é? Ora bem foi o festival músicas do mundo (FMM). Aqueles que conhecem tanto o festival como a minha pessoa podem estar a pensar “ah e tal mas o festival não tem nada a ver contigo, porque tu nem és gajo de queimar cortiça e alecrim”, sim é verdade mas se há gajo versátil sou eu, tanto se diverte num bailarico da terrinha (onde sou o rei dos matrecos e das minis) como num festival onde parece que quase ninguém tem nada a ver comigo…

O festival até começou calmo, no primeiro dia foi só uma imperial para ver se não estava estragada…mas ao segundo foi logo a dureza total!!!


O segundo dia começou com o desafio rally tasquinhas, desafio este que consistia em beber uma imperial em todas as tasquinhas de Sines. Apesar das muitas desculpas que os meus adversários possam arranjar, a verdade é que são uns fracos e na 13ª barraca já tinham todos desistido…o que faz da minha pessoa a vencedora absoluta do desafio! A partir daqui havia muito para contar, mas claro que só vai dar para falar de metade…não por falta de tempo, mas porque não sei se me lembro de tudo! Logo após as tasquinhas achei que devia fazer uns totós no cabelo para estar mais dentro do espírito do festival (e só tenho pena que me tenham estragado o penteado no final da noite, porque acho que me ficavam mesmo bem…:/). Após mais um porradão de imperiais lá fomos ver o último concerto da noite, um rock do Mali, e curtimos assim milhões! Para terminar a noite achámos que o ideal era ir passear por Sines e tirar fotos com pessoas aleatórias e totalmente desconhecidas…e claro com a estátua do Vasco da Gama (o gajo estava era mal humorado)…No fim da noite acabei a chegar a casa em tronco nu, para delírio do mulherio de Sines ou desespero…


A 3ª noite começou com um concerto de um banda do Líbano e ver as bandas destas zonas é sempre emocionante, porque nunca se sabe em que ponto é que eles se podem explodir em palco…mas vá até acabou por ser um concerto engraçado. Foi uma noite mais calma, não houve totós no cabelo nem tanta alcaria, mas acabamos a ter o momento apanascado do festival onde fomos comprar umas pulseiras…e só não comprámos gorros com orelhas, para usar no verão, porque o pessoal achou que era parvo, não percebo porque!!!

O dia seguinte foi o dia que o meu joelho se armou em joelho do Mantorras e decidiu que tinha acalmar e ir cedo para casa! Então lá para as 3/4 da manhã fui embora desgostoso e com pouca imperial no bucho…mas ainda espalhei alegria e balões pela malta!

A 5ª noite tinha que ser uma espécie de vingança pela noite anterior…então quando cheguei ao pé do meu team pesado e vi que já estavam todos num estado terrível (claro que depois vieram dizer que estavam muito bem e quando eu cheguei é que os estraguei…ter as costas largas é assim) decidi lançar-me rapidamente num sprint para cumprir o desafio do metro de cerveja e chegar ao nível deles!!! E assim foi num curto espaço de tempo bebi mais do que as imperiais que cumprem os requisitos para se beber um metro de cerveja e passei uns quantos devido à velocidade Bolt que imprimi…não contente à saída do castelo de Sines para ir para a avenida da praia decidi malhar um shot de whisky, o resultado não foi bom…quer dizer na noite foi, rir com fartura, palhaçada total e centenas de fotos brutais (assim achávamos nós…no final só aproveitavam umas 20 por noite). O pior mesmo foi chegar a casa, dormir e aguentar o dia seguinte!

Última noite…reservas de energia a 0, o álcool no sangue ainda era tanto que com 2 copos de sangria e 2 imperiais fiquei logo ao nível das outras noites…nem consegui aproveitar a barraquinha a vender imperial a 50 cêntimos!!! Mas foi mais uma noite de muita animação, gargalhadas, parvidades e muita amizade…

Resumindo isto:
- O que vale é que um gajo ganha pouco mas diverte-se para caraças;
- A felicidade pode acontecer até nos sítios e ocasiões mais estranhas, basta quereres;
- Isto é muita giro, mas não devia ser uma semana seguida…;
- Gasta o dinheiro com a tua felicidade e daqueles que gostas, não vale a pena vires a ser o mais rico do cemitério;
- Se eu podia ser menos parvo? Claro que sim, mas…vocês nunca iam gostar tanto de mim quanto gostam ;).

Para recordar a 2a parte destas tretas aqui vai o link
http://tretasdeumparvo.blogspot.pt/2014/04/uma-noite-no-litoral-alentejano-parte-ii.html

terça-feira, 29 de julho de 2014

Regresso à casa de partida?

Por vezes a vida parece um jogo do monopólio onde constantemente voltamos à casa de partida, mas com uma grande diferença não ganhamos nada por o fazer…



Quando isto acontece passamos por dias em que somos apenas sombras daquilo que realmente que fomos em tempos, dias em que acordamos e a única coisa que desejamos é que esse dia chegue ao fim o mais rápido possível e que o próximo seja bem melhor que o anterior. Porque é que isto acontece? Talvez porque existam dias em que é preciso saber sobreviver para depois aprender a viver…

Naquele em momento em que pensamos que finalmente os “dados foram bem lançados” e vamos sair da casa de partida, uma simples esquina ou recanto trás uma memória e afinal vemos que os dados não eram par mas sim um novo e angustiante impar…

Nestas fases vivemos rodeados de gente e mesmo assim sentimo-nos completamente sozinhos, espalhando sorrisos e piadas esperando que ninguém perceba a mágoa e o vazio que vivemos…

Dizem-nos que tudo faz parte da vida, da aprendizagem, do acumular de experiência etc etc, mas e se já estivermos cansados de aprender ou ganhar experiência e apenas nos assalte o desejo de acalmar e ser feliz?

Mas acima de tudo faz o que tiveres a fazer, pois nestas alturas vale tudo, menos desistir, portanto luta e não te deixes perder pela casa de partida por muito tempo ;), pois aquelas esquinas e recantos que antes te traziam recordações de um passado recente podem muito bem amanhã mostrar-te um futuro feliz :)


Beijos e abraços do vosso futuro primeiro ministro

domingo, 6 de julho de 2014

Isto não é um texto de amor é um adeus!

Sines, junto ao meu padrinho, 30/04/2014

Lembro-me daquele dia em que disseste que era o fim como se fosse hoje, as noites sem dormir que se seguiram foram insuportáveis, o acordar constantemente de sonhos que te envolviam, o desejar que tudo voltasse ao que era…mas isto não é um texto de amor é um adeus.

A angústia de querer falar contigo e tu não dizeres nada, a dificuldade em que parecíamos ter em olhar um para o outro, o parecermos dois estranhos, o ouvir aquela música que me fazia lembrar de nós…mas isto não é um texto de amor é um adeus.


Todos aqueles lugares que me traziam recordações nossas eram difíceis de visitar e ao mesmo tempo fonte de memórias felizes…mas isto não é um texto de amor é um adeus.

As recordações daqueles momentos parvos, em que nos riamos como se não houvesse amanhã, me traziam um sentimento confuso…Aquela peça de roupa que tanto gostavas tornou-se pesada de vestir, mas também motivo de sorriso e de tentar que me visses com ela… mas isto não é um texto de amor é um adeus.

A vontade de te abraçar e de te beijar não vou embora nem por nada…A cabeça a continuar a querer-te e a pensar em tudo o que ainda podíamos viver, parecia querer explodir…mas isto não é um texto de amor é um adeus.

As tentativas de encontrar explicações e de palavras para dizer algo eram infinitas e inconsequentes…mas isto não é um texto de amor é um adeus.

Por isso resta-me ficar quieto, esperar que algo mude e o tempo ajude, sei que não vai ser fácil suportar uma ausência destas, mas a vida  não é fácil…e isto não é um texto de amor é um adeus…

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Carro das Mulheres


Quase todas as mulheres se preocupam imenso com a sua imagem e fazem-nos esperar eternidades por isso, mas que dizer quanto à sua preocupação com a imagem do seu carro? Pois isso é quando tão grande como a preocupação que os nossos governantes têm connosco…ou seja mínima!

Basicamente a coisa mais parecida ao carro de uma mulher deve ser mesmo um caixote do lixo, mas um daqueles que não se separa o lixo. Se não vejamos:

- Por fora anda sempre cagado até chover ou algum homem pegar e levar o carro à lavagem automática!;

- A manutenção é feita quando já não há solução e de preferência fazem a manutenção trocando por um novo!;

- E o que dizer do banco de trás? O da frente ainda se safa para poderem levar a melhor amiga ao shopping! O banco de trás é uma autêntica lixeira municipal! E nesta lixeira podemos encontrar de tudo…

* Revistas – normalmente já com meses (tipo consultório médico);

*Embalagens de Iogurtes magros (claro) - Que vão bebendo e atirando lá para trás (Vá ao menos não atiram janela fora);

* Sacos e mais sacos – mas depois quando vão aos supermercados onde é preciso pagar os sacos esquecem-se sempre de levar os que trazem no carro!;

* Etiquetas de roupa – Que vestem dentro do carro mal acabam de comprar!;

* Brinquedos dos filhos – Para os putos se entreterem e não chatearem muito a conversa que vão a ter ao telemóvel com uma amiga! ( Se os putos forem pequenos até fraldas são capazes de encontrar);

* Embalagens de chocolate vazias – Que comeram ao volante enquanto choravam e ouviam uma música romântica…para ajudar a ultrapassar aquela fase do mês;

* 1 ou e chapéus de chuva – Porque nunca se sabe quando vai chover;

* Maços de cigarros e Isqueiros – Hoje em dia é difícil encontrar uma rapariga que não fume;

* Talões e mais talões – De portagens, bombas de gasolina etc etc

O que nunca há? Moedas para pagar as portagens e parquímetros…pois estão sempre a pedir-me tal coisa quando vou à boleia!!!

Beijos e abraços do vosso PM

terça-feira, 3 de junho de 2014

De que estás à espera?

Local: Junto ao meu padrinho em Sines

A vida talvez seja mais que dois dias (até porque o Carnaval em Sines são 3), mas de qualquer maneira é cura demais para perder tempo a viver na sombra, escondido do mundo, chateado com o quer que seja e muito menos para deixares que alguém te impeça de viver os teus sonhos ou para viveres preso a um passado que há muito decidiu largar-te.

Portanto deixa-te de hesitações, larga os se, os quase e os talvez e arrisca! Arrisca porque só assim podes ser realmente feliz e conquistar um lugar eterno na cabeça e coração de alguém.


Porquê? Porque a vida não é assim tão complicada, o problema é que a maior parte das vezes pensamos demais e temos medo de arriscar a felicidade no presente, devido a erros e mágoas do passado.

Portanto não tenhas medo de assumir as tuas decisões erradas, não tenhas falta de coragem e vergonha de o admitir, porque só quem tenta erra e só quem arrisca perde.

Não te esqueças que a felicidade pode estar mesmo ao virar da esquina ou do outro lado da rua, só tens que continuar a lutar porque juntos podemos fazer coisas bonitas…


domingo, 1 de junho de 2014

Tipos de bebedeiras


Local : Não pode ser revelado
Posição: Cadeira do chefe

Boa noite, tarde, manhã ou qualquer outra altura do dia em que o senhor leitor esteja a ler esta bela obra de arte. Queria começar por dizer que este texto é dedicado a todos aqueles a quem já tive que aturar grandes bebedeiras!


Indo agora ao real objectivo deste texto…ora bem é facto conhecido e cientificamente provado (se assim não for proponho-me já a realizar uma tese de doutora nesta matéria, porque me parece bem simples e porque devia ter muitas equivalências devido à experiência acumulada nesta temática) existem vários tipos de bebedeiras. E estes tipos são:

Tipo I – A Bebedeira da Amizade – Que é aquela pessoa que com os copos fala a tudo e todos e trata qualquer um como um grande amigo, insistindo constantemente em frases do tipo “ Eu adoro-te” ou “sabes que eu gosto mesmo de ti e faria tudo por ti”…também costuma haver choradeira à mistura!;

Tipo II – A Bebedeira da Cantoria – Onde o alcoolizado sente que canta muito bem e que podia muito bem ser uma estrela de rock, revelando insistência em cantar em altos berros clássico da música como o genérico do Dragon Ball GT ou os sonhos de menino do Tony Carreira! ( Eu  normalmente é mais cantar o mentira do João Pedro Pais, mas eu com os copos sou um bocado abixanado…);

Tipo III – A Bebedeira Agressiva – Talvez a mais complicada de gerir. O alcoolizado em questão parece ganhar super poderes e super ideias parvas de bater em tudo e todos, tentando mesmo por vezes morder em cães, bater em agressivos caixotes do lixo, em wc’s portáteis com a cabeça (eu vi isto acontecer portanto não digam que é mentira) e rasgar a própria roupa, tudo com o intuito de mostrar que são muito fortes! (Por esta nunca passei);

Tipo IV – A Bebedeira Amorosa – Esta é aquela em que ficamos muito românticos, tipo Nicholas Sparks ( é romântico esta coisa não é?) e dizemos todas aquelas coisas que não temos coragem para dizer quando estamos sóbrios, até porque depois temos sempre a desculpa do “Ah e tal só disse porque estava com os copos”. Até aposto que muitos primeiros amo-te de uma relação foram ditos nestas circunstâncias;

Tipo V – A Bebedeira Sincera – Onde nos dá para dizer todas as verdades que nos passam pela cabeça, esta normalmente também é associada à bebedeira do mau feitio, onde ficamos tão irritado com tudo e com todos que dizemos qualquer parvoíce que nos passe pela cabeça sem pensar nas consequências;

Tipo VI – A Bebedeira do Telemóvel – Tenho que confessar que esta é o meu tipo e que sou um perito no que a ela diz respeito! Para aqueles que ainda não perceberam, eu passo a explicar o que é este tipo de bebedeira tão moderna! É aquela que nos faz pegar no telemóvel e mandar mensagens e até mesmo ligar a quem não devemos a dizer o que nunca deveríamos sequer pensar! Em relação a esta penso que o meu telemóvel já fez mais estragos que o Postiga nas defesas adversárias ou até mesmo que as tropas americanas no Afeganistão!!!

Tipo VII – A Bebedeira Melhor Amiga – É aquela clássica das terrinhas, onde o bêbedo tem na bebedeira a melhor amiga, tanto que a bebedeira ainda é a primeira que apanhou e nunca mais conseguiu separar-se dela, ingerindo mais álcool todos os dias para fomentar a amizade!!!

Posto esta conversa toda…já bebia qualquer coisa!

Beijos e abraços dos vosso futuro PM

quinta-feira, 29 de maio de 2014

É para rir ou para chorar?


Sete Rio, 11:30H, 26 de Maio de 2014

Neste passo domingo ocorreram mais umas eleições europeias e da minha parte é de destacar que pela primeira vez na vida fiz parte da abstenção. Algo que em nada me orgulho, umas que tantos lutaram para eu poder votar e eu falhei…mas desta vez foi mesmo impossível!


Junto a mim cerca de 67% do eleitorado não foi votar! É para rir ou para chorar? !Quando é que percebem de uma vez por todas que a abstenção não é a solução e apenas mostra um desinteresse brutal pelo que se passa!

Muitos chamam-me de radical quando digo que votar devia ser obrigatório e penalizante para quem não o faz! Não podemos querer só direitos temos que ter deveres também. Que moral podemos ter para criticar, fazer greve, pedir mais e melhor dos governantes quando nem tiramos o cú do sofá para ir votar?
É verdade que 95% dos candidatos não valem nada, mas será que não vale a pena lutar pela a ascensão dos outros 5%?


E por falar em radical, muitos estão escandalizados com as vitórias da extrema direita por essa Europa fora…Surpresa? Só mesmo para os mais distraídos e para os mais ingénuos! A realidade é que anda meio mundo sedento de uma mudança radical e agressiva, pois está tudo cansado do domínio dos senhores do dinheiro. E se calhar se mostram apreensivos, são alguns dos que acharam piada e apoiaram aqueles actos agressivos nas últimas manifestações…mas quando percebem que a realidade é mais forte do que a brincadeira que apoiaram, ficam com medo! É para rir ou para chorar?

Vejam o seguinte, apenas se deu mais um pequeno passo no caminho para a 3ª guerra mundial pela força das armas! Sim, pela força das armas, porque pela força do dinheiro já a Alemanha iniciou há muito, estando claramente a ganhar! A Alemanha que tentou duas vezes pela força das armas e perdeu, percebendo que contra a força das armas todos se unem, agora contra a guerra económica todos pensam “Desde que eu esteja bem, os outros que se lixem”. Será mesmo esta a solução que nos resta para equilibrar de novo o Mundo? É para rir ou para chorar?!

Por Portugal um tal de PS aclama vitória…Vitória? É para rir ou para chorar?! “Ganhar” por uma margem mínima a um governo fraco, débil e mal visto é vergonhoso e só mostra que temos a pior e mais fraca oposição de sempre, liderada por uma pessoa completamente insonsa e sem capacidade! Que ainda para mais apresentou um líder às europeias sem qualquer qualidade, demonstrando até algum desinteresse por esta “corrida”!

Uma última palavra para o BE…Há que perceber quando desistir! A bipolaridade e radicalidade parva apresentada ao longo dos anos finalmente são percebidas por quase todos. Isso ou o consumo de cortiça para queima tem vindo a diminuir, o que eu duvido!

Beijos e abraços do vosso futuro PM

Ps – Não sei o que dizer sobre a eleição de Marinho Pinto…mas se for para agitar as águas e dizer as verdades, como fez à Manuela Moura Guedes há uns anos, tens todo o meu apoio!  Mas não exageres, se não passas só a ser mais um parvo qualquer, e para isso já chego eu!

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Balanço do meu aniversário

O balanço do meu aniversário (e não anos para não haver cá confusões) já vem com uns dias de atraso, mas atrasos são uma coisa que raramente me preocupam no que respeita a estes pseudo textos! Mas deixando-me de rodeios vou passar ao que “interessa”!

Pela primeira vez na minha vida levei 4 dias/noites para festejar o meu aniversário. E tudo começou na noite de 7 para 8 de maio…nesta noite nem me apetecia muito sair de casa, mas após muita insistência de uma certa pessoa (para aí 5 minutos) lá fui convencido e aceitei sair de casa. A noite inicialmente nem parecia prometer muito (ver a final da taça da cerveja e assim não é bem a minha onda) e confesso que entrar no meu dia de aniversário a ouvir cantar o campeão voltou também não foi lá grande coisa…mas vá estava com alguns amigos e após alguns desentendimentos, finos e shots lá acabou por se revelar uma bela e feliz noite :)

Os festejos continuaram no dia seguinte e apesar de ter que ir trabalhar no dia do meu aniversário e ainda meio sentido dos copos do dia anterior, posso dizer que foi um belo dia de aniversário, com centenas de mensagens e telefonemas de parabéns (a maioria de pessoas que eu fiz questão de não me lembrar do dia de anos…sou uma besta eu sei), muita animação e para terminar uma bela jantarada com os amigos petroboys e de seguida uns copos com os amigos de Sines. O que faltou nesta noite? Um bolo =P!!! 

Depois dos dias de festejo em Sines havia que regressar a casa para festejar com a família e amigos de Lisboa. E assim foi, no dia seguinte lá segui para Lisboa para os dois de festejo que iam acontecer. Chegado a Lisboa começaram a surgir as “primeiras” prendas (Ginbox, garrafas de Gin etc) e foi também dia de jantar para celebrar o meu aniversário com algumas das pessoas que mais contribuíram para e eu estar onde estou! Foi mais um belo jantar, apesar do mau atendimento do Restaurante…mas como sempre defendi que quem faz a festa são as pessoas e não os sítios, lá voltei a divertir-me imenso ;)!

O último dia de festejos, dia 10, the last but not the least, estava reservado para uma churrascada na minha alegre casinha! O evento que já se tornou uma tradição, não podia deixar de acontecer! E assim foi, a partir das 18h lá começou mais uma edição do 2º maior evento do ano, evento este onde se juntam sempre os mais fortes e onde a boa disposição e humor reina do principio ao fim…Este ano só me deram uma desilusão, beberam pouca cerveja!!!

Resumindo, o meu muito obrigado a todos por terem feito com estes 4 dias tenham sido muito especiais e de plena felicidade! Sei que não poderia viver sem vocês e espero que para o anos estejamos todos juntos de novo e conseguir alargar as celebrações para uma semana!!! Gosto de vós milhões ;)!

Beijos e abraços deste vosso eterno amigo! Sei que não é grande texto mas não preciso de muitas palavras para expressar o que sinto por vós e como vos estou agradecido!

Ps – Espero receber mais prendas!!!

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Há momentos na vida…


Praia da Vieirinha, 03/05/2014

Há certos momentos na vida em que ficamos bloqueados, não conseguimos decidir que direcção seguir…
O caminho para a frente, normalmente, é o que não queremos seguir, por medo,  ficar parado é impossível, a esquerda e a direita são apenas desvios à realidade e o mais certo é levarem-nos à casa de partida. E voltar para trás?

Se fosse possível voltar para trás devia ser o que quase todos optaríamos por fazer, para mudar uma decisão, para voltar a um momento de felicidade, e de preferência ficar preso nele, ou até mesmo para dizer algo que ficou por dizer…mas não podemos voltar para trás e mudar o que quer que seja.


Os nossos amigos percebem a angustia que estamos a viver, isto apesar das tuas constantes respostas que está tudo bem e das ténues tentativas para disfarçar o teu estado…São esses mesmo amigos que te recordam frases batidas como: “O tempo cura tudo”, “tudo acontece por uma razão”, “quando se fecha uma porta abre-se uma janela”, etc. E apesar de ser o mesmo que lhes diríamos numa situação idêntica pela qual estivessem a passar, sabemos que tudo não passa de mentiras simpáticas.

Uma vez que o tempo nada cura, apenas coloca outros probelmas na tua vida e os problemas agora vividos em cantos mais profundos…Se uma janela se abrisse cada vez que se fecha uma porta, andávamos todos a brincar com a vida…e como é que é que tudo acontece por uma razão pode ser algo bom?

A única coisa que sei é que hoje é o primeiro dia do resto das nossas vidas e que o nosso futuro depende das nossas escolhas, portanto se escolher mal hoje…bem então amanhã é o primeiro dia do resto da minha vida!

sábado, 3 de maio de 2014

Lista de Prendas 8.0

Praia da Vieirinha, 03/05/2014

Agora que se aproxima o meu aniversário há que fazer a tradicional lista de prendas, e para o meu 23º aniversário é isto que quero!

1 – Garrafas de Gin/Gin Box/kit Gin
Abaixo de Bombay não serve…sou um gajo de nível alto!

                                                             

2 – Permissão para aceder ao facebook no trabalho
É que estou a ser ultrapassado no candy crush porque tenho pouco tempo para jogar…

3 – Um perfume
Mas mais uma vez alerto para não se esquecerem que tem quer algo com nível, uma vez que é algo que complementa o meu charme natural!


4 – Mais gajedo para Sines
Estes rácio de 10:1 é chato… Se não souberem onde isto fica vão ao Google maps e tirem as coordenadas disto!

5 – Casaco
O que tenho fez tanto sucesso que é melhor reforçar o stock com mais um! Algo como mostra a imagem seguinte!!!


6 – Uns calções de banho
É que andar a ir à praia com os calções sem botão é capaz de correr mal um dia destes…

7 – Que as pessoas comecem a dar mais valor à minha parvidade
É que é isto também é uma arte e eu tenho-me esforçado para evoluir nesta área e estou farto de não ver o meu valor reconhecido!!!

8 – T-shirts e camisas
O facto de ter emagrecido um pouco nos últimos tempos, fez com que as que tenho já não me permitam espalhar tanta magia…portanto está na hora de renovar o stock.

9 – Dinheiro
Qualquer transferência de valor superior a 50€ é bem aceite na minha conta, envio o nib por mensagem privada.

10 – Felicidade (The last but not the least)
Mais precisamente, que as pessoas que gosto e que gostam de mim estejam ao meu lado para celebrar o meu aniversário. Dia 8 em Sines, dia 9 e 10 em Lisboa/Margem Sul….



Sei que este ano peço pouco, mas estamos em crise e parecia mal ser muito exigente =P

Beijos e abraços do vosso futuro primeiro ministro